Quem somos
Banco de experiências
Publicações
Fóruns presenciais e virtuais
Agenda
Iniciativas e organizações afrodescendentes
Doadores e patrocinadores
Multimídia
Banco de experiências

Balanço altamente positivo para a feira “Somos Afro”

24/8/2010

Houve uma ótima recepção de “Somos Afro”, a Feira da Inclusão Social da População afrodescendente da Colômbia, Equador e Panamá organizada pelo projeto regional PNUD “População afrodescendente da América Latina” no marco do multitudinario XIV Festival de Musica del Pacífico Petronio Álvarez (Cáli, Colômbia, do dia 11 ao dia 14 de agosto de 2010).

O pavilhão de “Somos Afro, instalado nas proximidades da praça de touros visitada por cerca de 10 mil pessoas por dia, foi aberto ao público das 09:30 às 17:30 e recebeu um grande público, que percorreu os estandes das 7 boas práticas apresentadas (ver lista) e participou de palestras e oficinas programadas (ver agenda).  

Mais informações, memória, apresentações, vídeos e fotos na versão em espanhol.

 Ver também: "Una feria para la reivindicación de las comunidades afro", no site do PNUD Centro Regional - Panamá. (espanhol)

 

COLÔMBIA
Seminário-Oficina para jornalistas: objetivo atingido

18/06/2010

O Seminário-Oficina de reportagem multimídia, a população afro na América Latina fechou com êxito suas atividades na cidade de Cartagena, no passado dia 11 de junho, deixando como resultado final um blog multimídia chamado Somos Afro, que compila os trabalhos dos jornalistas participantes (disponível apenas em espanhol).

“Foi cumprido o programa estabelecido. A associação com a Fundación Nuevo Periodismo Iberoamericano e a Deutsche Welle-Akademie deu excelentes resultados”, disse Silvia Beatriz García, Diretora do projeto População Afrodescendente da América Latina. 

Desenvolvimento do Seminário-Oficina
O programa de atividades foi intensivo: os 15 jornalistas participantes – provenientes da Colômbia, Equador e Panamá - começavam as suas atividades ás 8 da manhã,  e trabalhavam até as 7 da tarde, sempre sob a direção do professor Steffen Leidel e a jornalista Marta Ruiz.

A oficina centrou-se em conselhos práticos orientados ao uso das ferramentas multimídia de “open source” e na narrativa jornalística como um novo recurso para informar e contar historias. Também foi incluída uma sessão de contextualização e análise das notícias, destinada a abrir o panorama dos jornalistas presentes de modo que pudessem realizar o projeto multimídia final. Os assistentes tiveram que sair a procurar noticias sobre a população afro da cidade; com este material, mas o que tinham trabalhado previamente, foram produzidos os conteúdos do blog Somos Afro

“Este seminário-oficina demonstrou que é necessário seguir trabalhando com jornalistas.  Eles mesmos reconheceram não dispor de informação para o tratamento adequado das notícias referidas a população afro. Se houvesse recursos, seria necessário repetir este seminário para jornalistas de outros países da América Latina”, fechou García.

Baixar a relatoria publicada pela FNPI (PDF).